Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

Entre os teus lábios

Entre os teus lábios
é que a loucura acode,
desce à garganta,
invade a água.

No teu peito
é que o pólen do fogo
se junta à nascente,
alastra na sombra.

Nos teus flancos
é que a fonte começa
a ser rio de abelhas,
rumor de tigre.

Da cintura aos joelhos
é que a areia queima,
o sol é secreto,
cego o silêncio.

Deita-te comigo.
Ilumina meus vidros.
Entre lábios e lábios
toda a música é minha.

Publicado por Pseudónimo às 09:14
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

O sal da língua

Escuta, escuta: tenho ainda uma coisa a dizer. Não é importante, eu sei, não vai salvar o mundo, não mudará a vida de ni...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 09:13
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

Oiço falar

Oiço falar da minha vocação mendicante e sorrio. Porque não sei se tal vocação não é apenas uma escolha entre riquezas, ...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 09:12
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

O lugar da casa

Uma casa que fosse um areal deserto; que nem casa fosse; só um lugar onde o lume foi aceso, e à sua roda se sentou a ale...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 09:11
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

Num exemplar das geór...

Os livros. A sua cálida, terna, serena pele. Amorosa companhia. Dispostos sempre a partilhar o sol das suas águas. Tão d...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 09:09
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

Onde me levais, rio q...

Onde me levas, rio que cantei, esperança destes olhos que molhei de pura solidão e desencanto? Onde me leva?, que me cus...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 09:08
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

Balança

No prato da balança um verso basta para pesar no outro a minha vida.

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 09:05
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

É na escura folhagem ...

É na escura folhagem do sono que brilha a pele molhada, a difícil floração da língua.

Ler artigo
música:
Publicado por Pseudónimo às 09:03
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

Surdo, subterrânio rio

Surdo, subterrâneo rio de palavras me corre lento pelo corpo todo; amor sem margens onde a lua rompe e nimba de luar o p...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 09:02
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

As amoras

O meu país sabe as amoras bravas no verão. Ninguém ignora que não é grande, nem inteligente, nem elegante o meu pa...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 09:01
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

As palavras que te en...

As palavras que te envio são interditas até, meu amor, pelo halo das searas; se alguma regressasse, nem já reconhecia o...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 09:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

Poema XVIII

Impetuoso, o teu corpo é como um rio onde o meu se perde. Se escuto, só oiço o teu rumor. De mim, nem o sinal mais breve...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 08:58
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

Frente a frente

Nada podeis contra o amor, Contra a cor da folhagem, contra a carícia da espuma, contra a luz, nada podeis. Podeis dar-...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 08:57
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

As palavras

São como um cristal, as palavras. Algumas, um punhal, um incêndio. Outras, orvalho apenas. Secretas vêm, cheias de memó...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 08:55
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

Os amante sem dinheiro

Tinham o rosto aberto a quem passava. Tinham lendas e mitos e frio no coração. Tinham jardins onde a lua passeava de mão...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 08:54
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 16 de Abril de 2008

O Inominável

Nunca dos nossos lábios aproximaste o ouvido; nunca ao nosso ouvido encostaste os lábios; és o silencio, o duro espesso ...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 19:10
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 16 de Abril de 2008

O silêncio

Quando a ternura parece já do seu ofício fatigada, e o sono, a mais incerta barca, inda demora, quando azuis irrom...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 19:06
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 16 de Abril de 2008

Não sei

Não sei porque diabo escolheste janeiro para morrer: a terra está tão fria. É muito tarde para as lentas narrativas do c...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 19:03
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 16 de Abril de 2008

Ignoro o que seja a f...

Ignoro o que seja a flor da água mas conheço o seu aroma: depois das primeiras chuvas sobe ao terraço, entra nu pela ...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 19:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 16 de Abril de 2008

Entre os teus lábios

Entre os teus lábios é que a loucura acode, desce à garganta, invade a água. No teu peito é que o pólen do fogo se junta...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 18:57
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 16 de Abril de 2008

Amor

Cala-te, a luz arde entre os lábios, e o amor não contempla, sempre o amor procura, tacteia no escuro, essa perna é tua?...

Ler artigo
Publicado por Pseudónimo às 18:56
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

::Com Todas As Letras

::Procurar

 

::Agosto 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

::Novos Artigos

:: Entre os teus lábios

:: O sal da língua

:: Oiço falar

:: O lugar da casa

:: Num exemplar das geórgias

:: Onde me levais, rio que c...

:: Balança

:: É na escura folhagem do s...

:: Surdo, subterrânio rio

:: As amoras

:: As palavras que te envio ...

:: Poema XVIII

:: Frente a frente

:: As palavras

:: Os amante sem dinheiro

:: O Inominável

:: O silêncio

:: Não sei

:: Ignoro o que seja a flor ...

:: Entre os teus lábios

:: Amor

::Autores

:: a. ramos rosa(1)

:: abilio terra junior(5)

:: abreu paxe(3)

:: agostinho neto(3)

:: aires almeida santos(2)

:: alda lara(4)

:: alexandre dáskalos(1)

:: alexandre garcia(15)

:: alexandre o'neill(6)

:: almada negreiros(21)

:: almeida garrett(4)

:: álvares azevedo(2)

:: ana c.(5)

:: ana paula tavares(4)

:: antero de abreu(2)

:: anthony félix(1)

:: antónio carlos jobim(1)

:: antónio gedeão(5)

:: antónio jacinto(3)

:: arlindo barbeitos(11)

:: ary dos santos(3)

:: bocage(1)

:: boris vian(1)

:: carlos drummond de andrade(4)

:: castro alves(1)

:: cecília meireles(4)

:: célia meireles(1)

:: cesário verde(21)

:: charles bukowski(1)

:: conceição cristóvão(5)

:: david mestre(3)

:: diana vaz(18)

:: eloisa pereira(1)

:: ernesto lara filho(1)

:: eugénio de andrade(24)

:: federico garcía lorca(1)

:: félix grande(1)

:: fernando assis pacheco(1)

:: fernando guimarães(1)

:: fernando pessoa(186)

:: florbela espanca(18)

:: geraldo altoé(1)

:: guerra junqueiro(1)

:: helena faria monteiro(6)

:: henrique lisboa(1)

:: herberto helder(2)

:: hermes fontes(10)

:: inês reis(1)

:: irondino teixeira aguiar(1)

:: jaime sabines(1)

:: jessé barbosa de oliveira(1)

:: joão de melo(2)

:: joão maimona(1)

:: joão rasteiro(20)

:: joão tala(5)

:: jorge arrimar(2)

:: jorge casimiro(3)

:: jorge castro(1)

:: jorge de sena(5)

:: josé gomes ferreira(1)

:: josé luis mendonça(4)

:: josé luís peixoto(1)

:: josé saramago(14)

:: júlia lello(1)

:: letra de carlos tê (rui veloso)(1)

:: liliana correia(1)

:: lopito feijó(3)

:: luís de camões(56)

:: luiz pacheco(1)

:: lurdes mendes da costa(1)

:: malume medeiros(1)

:: manuel alegre(1)

:: manuel bandeira(16)

:: manuel c. amor(30)

:: manuel rui monteiro(3)

:: maria(1)

:: maria joão cantinho(1)

:: mário antónio(4)

:: mário henrique leiria(1)

:: marta david(1)

:: miguel torga(31)

:: minês castanheira(1)

:: murilo mendes(5)

:: nuno júdice(11)

:: nuno travanca(4)

:: oscar silbiger(1)

:: oswald de andrade(1)

:: pablo neruda(1)

:: papiniano carlos(1)

:: paulo ramos(1)

:: pedro laranjeira(1)

:: pedro mota(1)

:: piriska grecco(1)

:: rui duarte carvalho(6)

:: sá-carneiro(16)

:: sérgio godinho(8)

:: sérgio xarepe(4)

:: silvia munhoz(12)

:: vinicius de moraes(10)

:: viriato da cruz(6)

:: todas as tags

::Arquivos

::Links

::Ligações

Thomar Vrbe Tomar Sentido Rádio Comunicação Nova. Blogue José Saramago Alicerces Alquimia Submersa Da Literatura

::GameForge

blogs SAPO

::subscrever feeds